domingo, 24 de Maio de 2009

O ALECRIM (Rosmarinus officinalis)

ALECRIM (Rosmarinus officinalis)




Em espanhol chama-se "Romero"
Em inglês - Rosemary

O Alecrim é uma planta, arbusto, que convém conhecer bem porque tem uma infinidade de aplicações, nomeadamente como Remédio Caseiro, mas não só. Também se usa em culinária e como "ambientador". Mas o que distingue bem o Alecrim é o seu aroma. Aliás, é o melhor ambientador que conheço: elimina qualquer cheiro como nenhum outro ambientador... e ainda tem acção benéfica sobre o humor de quem o cheira.

Recentemente, quando tive gripe e o incómoda da renite era insurportável, descobri que o cheiro do Alecrim, usado para defumar, aliviava o congestionamento nasal e ajudou a curar...



Pormenor do aspecto das folhas e tronco do Alecrim


Estas folhas (as maiores) medem cerca de 3 cm de comprimento. Há variedades que têm folhas mais pequenas.

Uma foto de Alecrim em vaso.


Neste texto de "Remédios Caseiros" encontra um resumo das aplicações do Alecrim.

Na cozinha usa-se para carnes de porco, cabrito, carneiro e peixe. Pode ser usado para preparar molhos, aromatizando vinagre, azeite ou óleos.

Nos cozinhados deve ser usado com muita moderação (3 ou 4 folhinhas, só), porque tem um sabor muito intenso.
Se deitar por cima das brasas, quando grelha churrasco, a carne fica com um sabor delicioso.

Outra espécie de Alecrim, que cresce em moita rasteira (neste caso, pendente dum muro)

O Alecrim é uma planta resistente aos rigores do clima e à escassez de água e, por isso, fácil de cultivar.
Não é exigente quanto ao substracto mas parece preferir solos calcários
Pega facilmente por estaca (se separar um galho de alecrim e plantar ele nem chega a perder as folhas; pega e começa a crescer sem perder as folhas de origem).

O Alecrim também "Nasce no Monte sem ser semeado"

O ALECRIM Como Remédio Caseiro



Todos sabem usar ginseng; para que serve o ginseng; as inúmeras vantagens do ginseng.
O que muita gente não saberá, por certo, é que o Alecrim faz exactamente os mesmos efeitos, com inúmeras vantagens, a começar pelas vantagens económicas:
- Um pacote de ginseng, para chá, custa cerca de 5 euros; um pacote de alecrim custa menos de um euro e rende, pelo menos, quatro ou cinco vezes mais.Tal como o ginseng, o alecrim também faz aumentar a tensão arterial (embora sejam mais frequentes os casos de taquicardia relacionados com o ginseng).

O Alecrim tem aplicações muito vastas: USA-SE para as afecções dos rins, calculoses, vómitos, indigestões, vertigens e tonturas, reumatismo, anemia, sistema imunitário, diarreia, epilepsia, vesícula, MEMÓRIA, cansaço, etc.;
É anti-séptico; usa-se, em lavagens, para problemas de pele (juntamente com outras plantas) e usa-se também como tónico capilar e, juntamente com a salva, para combater a caspa;




Alecrim em flor. A  imagem está muito próxima para se verem as flores, que são bem mais pequenas do que parecem, tal como as folhas do Alecrim aqui parecem bem maiores do que são realmente. As flores do Alecrim (incluindo nas florações anteriores deste Alecrim) são roxas, estas são quase brancas (na imagem parecem brancas. Faço todas estas ressalvas para evitar induzir em erro os visitantes.




Tal como o ginseng, é estimulante, favorece a actividade mental (memória), tónico cardíaco, para problemas de hipotensão (pressão baixa) mas também se usa para os nervos, stress, ansiedade.
Nos melhores tratamentos para os nervos e o stress usam-se estimulantes, de manhã e calmantes, ao fim da tarde…

O uso popular consagra o ALECRIM como remédio infalível para curar anemias, assim:
Receita: colher um galho de Alecrim, juntar a um copo de água (cerca de 200 ml) e deixar ferver durante 5 a 10 minutos, em lume brando. Deixar descansar por 10 minuto, coar e beber meio cálice, todas as manhãs, em jejum, mantendo em frigorífico (geladeira).
"Dizem" que, repetindo este tratamento 5 vezes (cerca de 1 litro de chá) se consegue curar qualquer anemia, por mais rebelde que seja.




O mesmo Alecrim em flor...


Tratamento (testado) para Tonturas e Sequelas de Derrames 
Preparar um chá com:
· Uma colher de chá de erva-doce
· Uma colher de chá de alecrim
· Três cravinhos ou cravos da Índia, sem cabeça
Tomar à noite antes de dormir.

O Alecrim pode ainda ser usado como tónico capilar e para a caspa: fazer um chá bem forte com Alecrim e Salva e juntar ao champô, na proporção de um quarto de chá para um frasco de champô. Ou então preparar uma tintura de Alecrim e juntar 10 ou 15 ml ao champô.

O Alecrim parece ter a particularidade de "sintonizar" o nosso sistema imunológico, adequando as resposta às "solicitações" do organismo, pelo que tem excelentes resultados nas doenças auto-imunes.
Nota:
Para tornar o chá de Alecrim menos desagradável pode-se juntar, sempre, um pouco de erva doce… O chá com estas duas plantas é óptimo também para combater o mau hálito, mas não aconselhável a hipertensos…

Mas o Alecrim pode também ser usado como condimento para temperar carne (de coelho ou outra), para juntar a batatas, arroz, etc. contribuindo para melhorar muito a saúde e a tranquilidade de quem o usa.

«»«»«»«»«»

APELO!
Atenção às campanhas mais recentes:
-- Petição Para Valoração da Abstenção
-- Assine a petição AQUI, ou AQUI ou AQUI, ou AQUI, ou AQUI
-- Denúncia de Agressão Policial
-- Petição contra os Crimes no Canil Municipal de Lisboa
«»«»«»«»«»

Sem comentários: